A falta de tempo é um problema só meu?

Não, respondem todos em coro! 

Pois bem, o meu caso é diferente. Devia ter todo o tempo do mundo porque estou desempregada. Isto seria o lógico, certo? 

Errado. Entre fazer mini-tarefas domésticas, ir ao supermercado, dar atenção à família e ao cão, ir e vir três vezes por semana a Lisboa e enviar currículos, currículos e mais currículos, não me sobra tempo para nada. 

Este sentimento também deve estar relacionado com o stress que é não me sentir minimamente útil, a nível profissional. Acho que já nem sei como se trabalha!!! E isto é triste… 

Já respondi a imensos anúncios para empregos fora da minha área mas, como o mercado está mau para todas, nem resposta me dão. Ah, e aquela alínea “Experiência anterior em funções similares (factor eliminatório)”, não ajuda nada e estraga tudo! 

Mas pronto, como diz a minha mãe e 90% da população portuguesa, “a esperança é a última a morrer”. Só espero que não morra de tédio.

Tempo
Falta de tempo

PS – Hoje sinto-me cinzenta. Por isso este post vai directamente para o “Clube dos Cinzentões”. O Sócrates acabou de me dar as boas-vindas! 🙂

 

 
Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s