Apesar de ser piroso, sempre quis fazer isto.

Gosto dos Simpsons.

Gosto de ler jornais; mexer no papel.

Não gosto de ler jornais online.

Gosto de cores vivas: amarelo, verde, rosa e laranja.

Não gosto de ideais extremistas.

Gosto de bolachas Maria.

Não gosto de bacalhau.

Gosto de Inverno, da chuva.

Gosto de estar constipada.

Gosto de levar anestesia.

Gosto de Lisboa.

Gosto dos meus amigos.

Não gosto de aranhas; têm muitas patas.

Não gosto de cereais. Parece que estou a comer palha.

Não gosto de batidos.

Gosto de vodka.

Gosto de cerveja preta.

Não gosto de mentiras, mas compreendo-as. Têm sempre razão de ser.

Gosto de um Dj.

Gosto de psy trance. E goa trance.

Não gosto de cinema.

Gosto de música.

Gosto de ter um mealheiro.

Não gosto de intervalos de 15 min.

Gosto de sopa.

Não gosto de pessoas fúteis, mas gosto de futilidades.

Não gosto da paranóia das redes sociais; há limites para tudo e o que é que me interessa que uma pessoa tenha acabado de vir do wc?

Gosto do ministro das Finanças.

Não gosto do barulho das sirenes, nem de alarmes.

Gosto de conduzir. Nunca pensei!

Gosto de pintar as unhas. Cores berrantes no Verão; cores escuras no Inverno.

Gosto de anéis. Grandes. E de pulseiras e de relógios.

Não gosto de alguns “gurus” da comunicação.

Gosto de pessoas inteligentes.

Não gosto das pessoas que dizem: “És RP? Ah, então deves ir a montes de festas!”.

Gosto de fumar. Tabaco.

Gosto do Mkt inteligente, subtil.

Gosto de desvios colossais.

Não gosto de borboletas.

Gosto de bordar e de fazer ponto-cruz. Relaxa-me.

Gosto de Portugal.

Não gosto de crianças (não me batam. Tenho esse direito).

Gosto de andar de avião.

Não gosto que chamem RP’s às pseudo-organizadoras de eventos. Ser RP é mais, muito mais do que isso.

Gosto da agência onde trabalhei.

Gosto de futebol.

Gosto de passar a ferro.

Não gosto de pessoas falsas. Ou são, ou não são.

Não gosto de pássaros.

 

 

Anúncios