Todos temos problemas

Mas o segredo está em conseguir olhar para eles isoladamente.

Cada problema tem a sua origem; logo, cada problema também tem a sua própria solução.

O meu “problema” (cá está ele) era misturá-los, olhar para eles como um todo. E resolveu-se quando consegui pôr cada um deles na sua própria gaveta.

Pode parecer de doidos, mas construí um armário mental onde guardo os problemas, os medos e as vontades. E só saem de lá quando preciso. Género guarda-fatos ou gaveta das cuecas!

Quando consigo resolver um problema ou levar a cabo uma determinada vontade, é como se estivesse a deitar fora uma peça de roupa. Qualquer coisa como uma camisola preta da Bershka que, depois de 3 ou 4 lavagens, fica cinzenta clara e cresce dois números!

E assim torna-se tudo mais fácil. Não quer dizer que os problemas desapareçam, muito pelo contrário. Mas só o facto de não me parecerem monstros abomináveis impossíveis de resolver, já é uma grande ajuda!

E se podemos simplificar as coisas, porque é que havemos de andar a bater com a cabeça nas paredes?   

 

Keep calm and carry on