Quero tanto… perder a cabeça

Entrar numa loja e comprar roupa e mais roupa!

De vez em quando, dá-me para a futilidade (não me farto de dizer: “odeio pessoas fúteis, mas adoro futilidades!). Como mulher que sou, daquelas que gostam de sapatos e roupas e acessórios e vernizes e de tudo o mais a que temos direito para nos mimarmos um bocadinho, estou com uma vontade doida de ir comprar uns trapitos.

É certo que o dinheiro não abunda aqui para estas bandas, mas contento-me com pouco e já se arranjam modelitos bem giros a preços bastante económicos.

O pior é que devia interessar-me por roupa de Verão, mas ainda está frescote. E isso tira-me a genica toda.

No entanto, e como tenho o dom de ver coisas positivas no meio de tretas negativas, é sinal que tenho mais tempo para amealhar tostões e, consequentemente, não me sentir tão mal por gastar dinheiro em pano, linhas e botões ! 🙂

Hmmm, gosto tanto desta saia!

Quero tanto… malas. De todas as cores e feitios.

Têm é que ser grandes! Malões, quase sacos de viagem, se possível.

Tenho uma colecção considerável de malas, mas arranjo sempre um espacinho para mais. Dentro do armário, debaixo da cama, no sótão… as opções já são poucas mas, se é para mais uma, lá se arranja um buraco.

No Verão, quando estou de férias, ainda consigo umas malas pequenas (daquelas com alça grande ou género clutch). Com o tamanho suficiente para dinheiro, telemóvel e cigarros.

O resto das coisas (as toneladas de agendas e bloquinhos, canetas, documentos, bolsinhas e o raio), ficam guardadas na “mala-mãe”, género centro de operações. Mas, lá está… tenho que levar sempre um malão atrás.

O meu último pecado foi este, a semana passada. Baratíssima (não podia ser de outra maneira), gira de cair para o lado e perfeita para os próximos meses.

Malas

Quero tanto… um Giulietta

Que fique bem claro que não quero um Audi e um Giulietta. Ou um, ou outro, que eu não tenho a mania das grandezas!

Cá em casa, já há um Alfa Romeo e simplesmente A-D-O-R-O o carro. Condução potente e fácil, não dá problemas nenhuns (tirando as vezes que tem que ir à oficina para limpar os erros do computador de bordo) e tem uma beleza estética original e agressiva, tal como eu gosto. O Giulietta seria “apenas” um upgrade ao 156.

É lindo, tem umas linhas fortes e, ao mesmo tempo, femininas. Em termos de equipamento, tem tudo e mais alguma coisa. Só falta mesmo tirar uns cafezitos e fazer torradas!

Ah, e o modelo de eleição é o 1750 TBi 235 cv, com o equipamento Quadrifoglio Verde. Só podia!

Oh Giulietta, Giulietta, deixa-me lá ser o teu Romeo!!!

 

Alfa Romeo Giulietta

Olha, olha que vernizes tão giros, bons e baratinhos que descobri!

Comprei-os em Monte Gordo (2,65€ cada), numa Perfumaria que adoro. A dona é super simpática e, assim que me vê (uma vez por ano), leva-me logo à secção dos vernizes! Habituei-a bem…

Trouxe 6 cores giríssimas (nenhuma daquelas que estão na imagem): 3 para o Verão (enquanto o São Pedro não se lembrar de mandar a chuva, ainda dá para usar) e outras 3 para o Inverno.

Digo-vos que havia muitos castanhos, dourados e prateados. Eu fiquei-me pelos castanhos, pelos vermelhos e por um verde escuro. Ainda não me estou a ver de dourado!

Vernizes Rose Jade

Ah, e a marca é portuguesa. Está a ver Sr. Primeiro-ministro? Estou desempregada mas ajudo a alavancar a economia!

Apesar de ser piroso, sempre quis fazer isto.

Gosto dos Simpsons.

Gosto de ler jornais; mexer no papel.

Não gosto de ler jornais online.

Gosto de cores vivas: amarelo, verde, rosa e laranja.

Não gosto de ideais extremistas.

Gosto de bolachas Maria.

Não gosto de bacalhau.

Gosto de Inverno, da chuva.

Gosto de estar constipada.

Gosto de levar anestesia.

Gosto de Lisboa.

Gosto dos meus amigos.

Não gosto de aranhas; têm muitas patas.

Não gosto de cereais. Parece que estou a comer palha.

Não gosto de batidos.

Gosto de vodka.

Gosto de cerveja preta.

Não gosto de mentiras, mas compreendo-as. Têm sempre razão de ser.

Gosto de um Dj.

Gosto de psy trance. E goa trance.

Não gosto de cinema.

Gosto de música.

Gosto de ter um mealheiro.

Não gosto de intervalos de 15 min.

Gosto de sopa.

Não gosto de pessoas fúteis, mas gosto de futilidades.

Não gosto da paranóia das redes sociais; há limites para tudo e o que é que me interessa que uma pessoa tenha acabado de vir do wc?

Gosto do ministro das Finanças.

Não gosto do barulho das sirenes, nem de alarmes.

Gosto de conduzir. Nunca pensei!

Gosto de pintar as unhas. Cores berrantes no Verão; cores escuras no Inverno.

Gosto de anéis. Grandes. E de pulseiras e de relógios.

Não gosto de alguns “gurus” da comunicação.

Gosto de pessoas inteligentes.

Não gosto das pessoas que dizem: “És RP? Ah, então deves ir a montes de festas!”.

Gosto de fumar. Tabaco.

Gosto do Mkt inteligente, subtil.

Gosto de desvios colossais.

Não gosto de borboletas.

Gosto de bordar e de fazer ponto-cruz. Relaxa-me.

Gosto de Portugal.

Não gosto de crianças (não me batam. Tenho esse direito).

Gosto de andar de avião.

Não gosto que chamem RP’s às pseudo-organizadoras de eventos. Ser RP é mais, muito mais do que isso.

Gosto da agência onde trabalhei.

Gosto de futebol.

Gosto de passar a ferro.

Não gosto de pessoas falsas. Ou são, ou não são.

Não gosto de pássaros.